Geni é uma revista virtual independente sobre gênero, sexualidade e temas afins. Ela é pensada e editada por um coletivo de jornalistas, acadêmicxs, pesquisadorxs, artistas e militantes. Geni nasce do compromisso com valores libertários e com a luta pela igualdade e pela diferença. ISSN 2358-2618

Expediente nº18

Download PDF

COLETIVO GENI

alci
Alciana Paulino é cientista social, educadora e grandiosa cantora de chuveiro.
aline
Aline Gatto Boueri é jornalista e mestranda em estudos latino-americanos. Carioca, mora em Buenos Aires desde 2008 e morre de saudade do mar.

 

amanda
Amanda Palha gosta de livros velhos, caixinhas, cerveja barata e esmalte de unha. E café. Amanda Palha gosta muito de café.

 

arianne
Arianne Rayis Lovo é formada em ciências sociais pela Universidade Federal de São Paulo e tem experiência em pesquisas nas áreas de antropologia e história.

 

bernardo
Bernardo RB não pode parar de dançar caminhando e de caminhar dançando. Gosta de encontrar movimentos pequenos e se pergunta onde é que ficamos com o corpo como ele é hoje, agora, aqui, e não como deveria ser. “não foi por medo que, na encruzilhada, se escolheu o Útil e o Político? […] de onde nos vem esta melancolia?”

 

bruno
Bruno O. é artesão e cigano.

 

carolina
Carolina Menegatti tem guardado um diploma de um lugar que afirma que “o centro está em toda parte”. Foi assinado por um desses caras que chamam a polícia para manifestação, e diz assim: ba-cha-rel em ciências sociais.

 

ceciliarosas
Cecilia Rosas é tradutora, editora e está cursando o doutorado. Às vezes gosta de morar em várias cidades ao mesmo tempo.

 

cecilia
Cecilia Silveira atua continuadamente desde 1983. É artista falhada com mestrado em crítica de arte e arquitectura pela Universidade de Coimbra. Brasileira em Portugal. Jardineira em apartamento.

 

cesar
Cesar Fernandes é um psicólogo curitibano de 24 anos. Sindicalista, vegetariano e barbudinho.

 

cicero
Cícero Oliveira é professor de francês, tradutor e revisor. Mestre em língua e literatura francesa pela Universidade de São Paulo, estuda texto teatral e dramaturgias francesas contemporâneas. Seu cabelo às vezes tem frizz, e ele não veio ao mundo para passar necessidade.

 

clara
Clara Lobo diz-se soteropaulistana formada em cinema pela Universidade de São Paulo. É mestre, não doutora, e já foi funcionária pública por amor. Gosta de matutar sobre mulheres e não faz suas unhas nem por decreto.

 

emilia
Emília Santos é formada em artes visuais, atua como ilustradora, artista, artesã e faz barba, cabelo e bigode!

 

giovana
Giovana Bonamim é feminista, socialista, bissexual e, com alguma frequência, crossdresser. Nasceu em Curitiba e vive em Buenos Aires. É formada em ciências sociais e mestre em ciência política.

 

gui
Gui Mohallem é artista visual. Mineiro, espera o dia que vai poder usar a palavra “radicado” pra descrever sua relação com São Paulo.

 

Juliana Bittencourt é fotógrafa, pesquisadora e restauratrix.
Talvez eu volte um dia / Eu volto

 

lia
Lia Urbini vive atualmente entre São Paulo e Desterro, onde estuda a privatização das escolas públicas e aprende a nadar. Gosta de ser professora e de ler a forma das coisas. Investiga as fantasias homofóbicas, sexistas e racistas do capitalismo.

 

marcos
Marcos Visnadi tem grandes planos.

 

otavio
Otavio Chamorro foi cafetinado por Nazaré Tedesco e escapou num contêiner de soja para a Colômbia, onde emplacou sucessos como Café com Aroma de Mulher (interpretando o Aroma de Mulher) e Betty, a feia, personagem da qual ainda não conseguiu se desvencilhar.

 

pedro
Pedro “Pepa” Silva é editor e preparador de textos. Mestrando em estudos culturais. Saudosista quase profissional. Gosta de falar mal de cânones e de provar da aparente banalidade de coisas esquecidas, como telenovelas, filmes e romances baratos.

 

sueli
Sueli Feliziani, graduada em letras pela USP, feminista carmelita dom de salto 15 e látex. Filha de Iansã. Amante de café, gatos, livros e política. Feminista por amor, tradutora por profissão, colunista por acidente. Poeticamente militante, amante e combativa em prol dos direitos, da vida para tod@s.

 

thiago
Thiago Nagafuchi é doutorando em saúde pública e investiga coisas como suicídio, gênero, sexualidades, antropologia e redes sociais porque pensa que pode entender mais do que se pode pensar que se pode entender.

 

tiago
Tiago Kaphan gosta de construir estruturas – no momento, diagrama, desenha e programa. Cansou um bocadinho das empresas e agora tem olhos gordos (de tanto comer chocolate) para o terceiro setor.

 

 

EDIÇÃO DE TEXTO
Carolina Menegatti
Cecilia Rosas
Lígia Xavier
Marcos Visnadi

EDIÇÃO GRÁFICA
Tiago Kaphan

COMUNICAÇÃO E REDES SOCIAIS
Aline Gatto Boueri
Carolina Menegatti
Pedro “Pepa” Silva
Marcos Visnadi

PROJETO GRÁFICO E DIAGRAMAÇÃO
Bruno O.
Tiago Kaphan

ILUSTRAÇÕES
Bruno O.
eduardo sguerra
Emilia Santos
Gui Mohallem
Gunther Ishiyama
Larice Barbosa
Nara Isoda
Pedro Magalhães

ILUSTRAÇÃO DA CAPA
Mariana Leme

PARTICIPAM NESTE NÚMERO
Paloma Franca Amorim
Ricardo Vasconcelos
Rinaldo Santos Teixeira
Tatiana Lionço

AGRADECIMENTOS
Eduardo Sguerra, Herbert Daniel, Ricardo Vasconcelos, Rinaldo Santos Teixeira, Sisters of Perpetual Indulgence, [SSEX BBOX]. Às férias e conversas que virão! Beijo! <3

 

 

HTML permitido: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>