Geni é uma revista virtual independente sobre gênero, sexualidade e temas afins. Ela é pensada e editada por um coletivo de jornalistas, acadêmicxs, pesquisadorxs, artistas e militantes. Geni nasce do compromisso com valores libertários e com a luta pela igualdade e pela diferença. ISSN 2358-2618
xuxu 2

editorial

Se o campo não planta, a cidade não janta

Geni de rolê pelo interior 

entrevista

Pesquisa de campo

Uma abordagem antropológica chacoalhando os preconceitos sobre gênero e sexualidade fora das grandes cidades. Por Coletivo Geni

história em quadrinhos

THQ #15

Edição final da saga da Corredora Nua pelas ruas de São Paulo. Por Thiago Fonseca

caravana climática

Não são eles, somos nós

Relatos do Peru. Por Juliana Bittencourt, de Lima

geni no mundo

Outras vozes pela terra

No Uruguai, criadoras de gado e cineastas contra megaprojeto de mineração. Por Leila Giovana Izidoro, de Montevidéu

coluna

Desculpa qualquer coisa

por Shanawaara

fotografia

Os esquecidos

Ensaio fotográfico de Paula Sampaio a partir da experiência com a população atingida pela barragem de Tucuruí. Por Gui Mohallem e Lia Urbini

movimentos sociais

Margaridas seguem em marcha…

Esse ano é ano de marcha! Por Vilênia Aguiar

acadêmicxs

Identidade em movimento

Os 30 anos do Movimento das Mulheres Camponesas. Por Karolyna Herrera e Lia Urbini

resenha

A permeabilidade do orgulho gay

Pride conta a solidariedade entre grevistas e primórdios do movimento LGBTT no Reino Unido. Por Bernardo RB

hiv

A face feminina do HIV/AIDS

Sobre algumas práticas culturais nocivas em Moçambique. Por Hélio Maúngue, de Maputo

relato

Indústria cultural e cultura de massa no campo

Um relato sobre o trabalho com padrões, estereótipos, identidade e diferença em assentamentos catarinenses. Por Lia Urbini e Lígia Marina de Almeida

feminismo

Feminismo amazônico

Bate-papo com o coletivo Vacas Profanas. Por Paloma Franca Amorim

coluna

ESCULACHO | Bordas, lonjuras e centralidades

Tanto sutiã queimado… Por Alciana Paulino

coluna

SAPAPOP | Produçããão!

Quem é a responsável pelo sucesso de Weeds e OITNB? Por Lígia Xavier