Geni é uma revista virtual independente sobre gênero, sexualidade e temas afins. Ela é pensada e editada por um coletivo de jornalistas, acadêmicxs, pesquisadorxs, artistas e militantes. Geni nasce do compromisso com valores libertários e com a luta pela igualdade e pela diferença. ISSN 2358-2618
xuxu 2

editorial

Indignada no palanque

Voltamos pra embalar 2014 a vácuo!

política

X primeirx presidentx

Nunca antes na história do país uma mulher havia sido eleita para ocupar o principal cargo da República. Que diferença isso fez? Por Marcos Visnadi

perfil

A bruxa revolucionária

Jiang Qing foi a única mulher entre os principais líderes da Revolução Chinesa. E sofreu as consequências disso. Por Andrea Longobardi

política

Partidos importam

Geni lança uma campanha para conhecer melhor os partidos políticos brasileiros. Por Giovana Bonamim e Marcos Visnadi

geni no mundo

Doutora B e as mulheres

Michelle Bachelet volta à presidência do Chile, renovando a promessa de igualdade de gênero na política e com o desafio de provar que recapacitou suas ideias conservadoras sobre o matrimônio igualitário. Por Victor Farinelli, de Santiago

geni no mundo

Dois informes de Kiev

O que a Aliança Gay da Ucrânia tem a dizer sobre a destituição do presidente Viktor Yanukovitch

coluna

ESCULACHO | Lambança GGG

Um texto farto. Por Alciana Paulino

entrevista

Pra todo mundo

A militância cotidiana de Paula Beatriz de Souza Cruz, diretora de escola pública em São Paulo. Por Carolina Menegatti e Marcos Visnadi

instrumental

Modos de produção do preconceito

As relações entre política, economia, gênero e sexualidade. Por Lia Urbini

coluna

FARÓIS ACESOS | Tem gente que perdeu a chave do cu

Mesmo daqui do camarote tá dando para escutar os latidos assustadores do pessoal do bonde do recalque. Por Neusa Sueli

geni no mundo

Militância sem fronteiras

Na Catalunha, associação de imigrantes LGBT desenvolve ações de acolhida e integração cultural. Por Lia Urbini, de Barcelona

geni no mundo

Nunca más un México sin nosotras

Jeni, Eva, Ramona e a participação das mulheres no governo autônomo zapatista. Por Juliana Bittencourt, da Cidade do México  

literatura

Treze jeitos de não ver um melro

Poemas de Leandro Rafael Perez

coluna

FOLHETIM | #1

Um livro que conta como foi o meu encontro com A. Por Cecilia Silveira

geni responde

“Estou sendo vítima de ameças homofóbicas”

O que fazer em situações de violência? Geni responde na nova seção da revista