Geni é uma revista virtual independente sobre gênero, sexualidade e temas afins. Ela é pensada e editada por um coletivo de jornalistas, acadêmicxs, pesquisadorxs, artistas e militantes. Geni nasce do compromisso com valores libertários e com a luta pela igualdade e pela diferença. ISSN 2358-2618

editorial

, , ,

Também somos feitxs de vírus

Download PDF

Cem mil pedaços de DNA e uma doença ampla e complexa

 

Publicado em 14/12/2014

 

 

Acabamos de descobrir na Central Geni de Informações que nosso DNA é composto também por 100 mil pedaços de DNA de vírus, sendo 8% de nós. É muito, não acham?

 

O tema desta Geni é o HIV, um dos vírus-chave para entender o final do século 20 e o início do 21. Segregaram-nos a partir dele e da doença que ele causa, a aids. Militância, sexualidade, acesso a saúde, políticas públicas, religião e pobreza, ficou tudo num bolo só, lambuzado de uma série de outros ingredientes.

 

Do fim da década de 1970 até hoje, esse cenário mudou. Por causa disso, procuramos oferecer uma perspectiva atual ao mesmo tempo em que rememoramos o passado. Construção e reconstrução do imaginário e da história, novas possibilidades de prevenção, aviões caídos e militância efetiva e debochada. É isso que teremos por aqui este mês.

 

Uma guerra e muitos fronts

 

Gui Mohallem traz o perfil das impudicas Irmãs da Perpétua Indulgência, pioneiras na articulação do movimento LGBT no combate à epidemia e de suas consequências. Muito fizeram – e ainda fazem -, falando de sexo sem julgamentos e fortalecendo redes de apoio.

 

Muito se fala da possibilidade do desenvolvimento da cura da aids, mas, tão importante quanto ela, é descobrirmos e experienciarmos outras formas de prevenção além do celibato (que, para muitxs, é impossível), da monogamia (para tantxs, impraticável) e da camisinha (para outrxs, brochante). Uma das novidades é que, com um comprimido por dia, podemos nos prevenir do HIV. O uso do medicamento Truvada, já disponível nos Estados Unidos, está sendo testado no Brasil. Por isso batemos um longo papo com o infectologista Ricardo Vasconcelos, um dos responsáveis pelo PrEP Brasil (programa de profilaxia pré-exposição ao HIV do Brasil). Tiramos aquelas dúvidas que sempre nos ocorriam (principalmente porque a diversidade de informações às vezes nos confunde), e Ricardo confirmou o que sempre soubemos: na hora da prevenção, o tesão importa. Aliás, importa sempre!

 

Pedro “Pepa” Silva traz a crítica a dois filmes recentes que permitem pensar as formas de criação de um imaginário sobre e a partir da aids. Ao analisar The Normal Heart (2014) e Clube de compras Dallas (2013), Pepa visita o histórico da doença e entrelaça isso à compreensão das diferentes formas como a doença foi e é entendida culturalmente – ainda fortemente marcada por um imaginário estadunidense, gestado na década de um governo conservador como o de Ronald Reagan.

AIDS-quilt

 

Paloma Franca Amorim, no ensaio “Aids e feminicídio”, discute a entrada do HIV na casa da família burguesa e heteronormativa. Com a mesma coragem, Rinaldo Santos Teixeira compartilha conosco seus passos entre a queda e a cura. E, na coluna Tuttomondo, Marcos Visnadi reflete sobre as possibilidades de prevenção de desastres – remetendo à queda do avião da Malaysia Airlines, em julho, mas não só.

 

Além de tudo isso, estreamos este mês uma nova coluna, resultante da nossa parceria com o coletivo que faz o web-documentário [SSEX BBOX]. Este mês, a babadeira Tatiana Lionço fala sobre sexualidade e religião a partir do terceiro episódio da série.

 

O tema da aids envolve questões tão amplas e tão complexas que não teríamos como nos aprofundar em todas. Esperamos que nossos esforços possam contribuir para um diálogo livre de tabus. E, se as conquistas até agora foram resultado de uma série de lutas, queremos somar forças!

 

 

 

 

Coletivo Geni, dezembro de 2014

Ilustração: The Aids Memorial Quilt (veja também este link)

Ilustradora convidada: Mariana Leme

 

 

 

 

EDIÇÃO DE TEXTO
Carolina Menegatti
Cecilia Rosas
Lígia Xavier
Marcos Visnadi

 

EDIÇÃO GRÁFICA
Tiago Kaphan

 

COMUNICAÇÃO E REDES SOCIAIS
Aline Gatto Boueri
Carolina Menegatti
Pedro “Pepa” Silva
Marcos Visnadi

 

PROJETO GRÁFICO E DIAGRAMAÇÃO
Bruno O.
Tiago Kaphan

 

ILUSTRAÇÕES
Bruno O.
eduardo sguerra
Emilia Santos
Gui Mohallem
Gunther Ishiyama
Larice Barbosa
Nara Isoda
Pedro Magalhães

 

ILUSTRAÇÃO DA CAPA
Mariana Leme

 

PARTICIPAM NESTE NÚMERO
Paloma Franca Amorim
Ricardo Vasconcelos
Rinaldo Santos Teixeira
Tatiana Lionço

 

AGRADECIMENTOS
Eduardo Sguerra, Herbert Daniel, Ricardo Vasconcelos, Rinaldo Santos Teixeira, Sisters of Perpetual Indulgence, [SSEX BBOX]. Às férias e conversas que virão! Beijo! <3

 

, , ,
 

HTML permitido: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>